quinta-feira, 30 de abril de 2009

Fora da Elite...

Gripe suína...


in http://asasdamontanha.blogspot.com/2009/04/gripe-suina-esclarecimentos-e.html

A OMS determinou que este vírus, com origem no México, é transmissível entre humanos. No nosso país, o Ministério da Saúde já accionou todos os dispositivos do plano de contingência da gripe suína. As autoridades estão preparadas para evitar a importação e disseminação da doença e garantem não haver motivo para alarmismos. Os hospitais têm Tamiflu e Relenza em grande quantidade, medicamentos antivíricos usados noutros países para combater a infecção. Os doentes com sintomas gripais são aconselhados a ficar em casa 10 dias, período de contágio. As pessoas que regressam do México são monitorizadas à chegada e informadas sobre as medidas a adoptar caso surjam sintomas nos 10 dias após o regresso.

Como se diagnostica gripe suína nos humanos?

Uma análise das secreções do sistema respiratório nos primeiros dias de infecção permite detectar o vírus H1N1.

Qual o tratamento?

Tal como a gripe sazonal, a gripe suína trata-se com analgésicos, repouso e muitos líquidos. Nalguns casos, os médicos podem prescrever um antivírico, o Tamiflu. Contudo, a Organização Mundial de Saúde refere que a maioria dos pacientes restabelece-se sem necessidade destes medicamentos.

O que deve fazer quem regressa de uma zona do Globo afectada pela gripe suína?

A Direcção-Geral da Saúde recomenda a monitorização do estado de saúde durante 7 a 10 dias após o regresso, caso tenha estado em contacto com um doente. Em caso de sintomas gripais, nos 7 a 10 dias dias após o regresso, deve ficar em casa e evitar contacto como outras pessoas e ligar para a Linha Saúde 24 (808 24 24 24). O Governo português, tal como os centros norte-americanos de controlo e prevenção de doenças CDC (Centers for Disease Control), desaconselham as deslocações à cidade do México.

terça-feira, 28 de abril de 2009

mais uma meta cumprida...

Acabou hoje mais estágio... Ora bem, não foi mais um como outro qualquer pois neste estágio aprendi muito. Percebi que posso ter um papel importante na recuperação das capacidades dos doentes e ajuda-lo a viver com as dificuldades. Tenho o sentimento que "não fiz coisa por fazer"... mas sim actividades pensadas e direccionais.
Recordo várias situações em que tentei ao máximo, não só preparar o mais possível um ambiente domiciliário mas, usar diversos recursos como: colheres adaptadas (4x), exercícios articulares (3x), exercícios de memoria (1x), avaliação das amplitudes articulares (2x), testes de reflexo de deglutição (2x), treino de equilíbrio (2x)... entre outros na tentativa de maximizar as capacidades dos utentes. Realço estes pois são actividades em desuso pelos profissionais.
Foi muito gratificante estar com tanta gente e experimncias diferentes...
O que me deixa orgulhoso e triste ao mesmo tempo é saber que acabou... por agora! Sinto vontade de amanhã voltar para lá, pois hoje quando disse a uma senhora que era o meu ultimo dia, ela disse "e não volta mais?" com um ar cabisbaixo e logo acrescentou "ohhhhh". Tentei conter-me mas confesso que mexeu comigo.
Obrigado a todos os doentes, familiares e profissionais com quem trabalhei ora uns ensinamram-me como devo fazer/ser e outros como não devo fazer e ser.

To english people... here it is the tranlation. enjoy!

One more stage…

Today, I finished one more training in hospital. Well, it was special because I felt I learnt a lot about my future job. I understood what i can achieve in rehabilitation and that I can teach them to live with their difficulties. I really felt that I learnt a lot at school.
I have remembered a lot of the situations so that I can simulate the same scenarios like they will be at thier homes and so improve the patients capabilities.
It was amazing working with many different people and experiencing many situations.
I feel a bit sad because it´s finished… for now! I want to return to the hospital tomorrow because some patients ask me to do that. At that moment, I almost cried It was important to me…
Thank you all the patients, familiar people and professionals whom I work and study with. They show me what I want to be and what I don´t want to be.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

O tarado...


Bem... fui desmascarado! Agora todos sabem do que me mascarei no Carnaval.
Mas... ninguém me comeu a banana... lol

Os padres...

video
Bem... julgando por algumas imagens que vi... assim, também eu quero ir para padre ou ajudante deste. Acho que tenho muito jeito para apanhar as hóstias... lol

domingo, 26 de abril de 2009

Solidariedade...

Durante alguns meses, a Cruz Vermelha de Vilela, desenvolveu mais uma actividade no âmbito da acção social. Para aquele que não sabem, a CVP não se limita apenas a efectuar socorro através da emergência médica. A CVP tem como função ajudar os mais necessitado e socorrer as necessidades das pessoas. Assim, sendo uma das carências dos tempo actuais é a alimentação, vestuário, bens do dia-dia...
Esta actividade tinha como objectivo recolher roupas e brinquedos para as crianças e jovens mais necessitadas. Ora sabendo nós que, infelizmente o interior do pais é esquecido por todos e o facto de na região em causa não haver este tipo de instituições, tentamos fazer chegar a nossa ajuda. As nossas dificuldades começaram logo na fase inicial com questões internas... que nunca consegui perceber. Contudo a maior dificuldade foi em fazer perceber às pessoas e grandes instituições comerciais que não é só no Natal que há solidariedade!
Por momentos pensei que esta campanha não seria exequível, dada a reticência na ajuda. Mas felizmente conseguimos concretizar os nossos objectivos. Estou a falar no plural mas este plural resume-se a 2 pessoas: eu e a Marina! Apenas 2.
Ontem, Sábado 25 de Abril, fui levar as roupas e brinquedos à instituição. Infelizmente a Marina não pode ir. Fui muito bem recebido por 3 simpáticas senhoras, que tiveram a amabilidade de me convidarem a lanchar com elas juntamente com mentor do convite de ajuda, o S. Manel. Este ultimo merece uma palavra de apreço pois fez-me sentir em "casa" e sempre me acompanhou. Adorei trabalhar com o S. Manel
Esperamos que tenhamos conseguido ajudar dentro das nossas possibilidades aquela gente que hajam sorrisos no meio de tantos brinquedos e roupa.
Foi um prazer trabalhar com esta instituição (GASPTA).

sábado, 25 de abril de 2009

A vida resumida em 4 garrafas....


A vida resumida em 4 garrafas....


terça-feira, 21 de abril de 2009

Manchester leva que contar ...

Manchester United não foi embora do Estádio do Dragão a rir...
Nota: Olhem para a cara do Anderson, incrédulo, lá trás!
Tá aqui a prova que o FC Porto recorre a qualquer método para tentar vencer.

Consultório do enfermeiro...

Há varias formas de publicidade, mas esta aqui,
que se encontra no consultório de um enfermeiro,
merece, seguramente, prémio pela Criatividade.

segunda-feira, 20 de abril de 2009

hei pah.. que azar...!

O azar deste gajo!... Já não se pode confiar nas amigas.
Um ga jo já nao pode ser jeitos e todo bom... porque "assaltam-nos" logo
Apesar de lá ter estado em Janeiro, juro que não tenho nada a ver com o assunto!!!
hehehehehe


Nota: Porque será que não existem mulheres assim em Portugal!!!?? lol

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Agora... o Man. Utd não facilitou

O melhor FC Porto desta época não conseguiu eliminar o pior Man. Utd desta época!

Desde logo aqui notamos uma diferença considerável entre estes dois emblemas.

Há que saudar a bravura do Porto, principalmente na 1ª mão. Na 2ª etapa, Ferdinand, Anderson, Giggs e Berbatov mostraram que com eles a musica é outra. Contudo, este ainda não é o todo poderoso futebol dos "Red Devils".

Hoje conseguiu-se ver um Cristiano Ronaldo mais próximo da época transacta. O golo é simplesmente FENOMENAL! Só ao alcance dos melhores entre os melhores.

Há que realçar a forma de estar dos adeptos ingleses: Esplêndida. Muita festa, primeiramente, na ribeira com cerveja a regar a "sede" e depois a caminho do estádio. Cânticos bem audíveis e muita boa disposição. No final do jogo saudaram os vencidos. Belo acto de desportivismo. Ah.. ainda me deram um cachecol...

Não me quero alongar muito por isso deixo aqui algumas recordações ao vivo!









quarta-feira, 15 de abril de 2009

Perdido num mundo dele...

Um dia o Sr. A chegou lá ao serviço. Tinha tido um AVC e estava com dificuldades em mexer a parte esquerda do corpo contrariando as estatísticas da ciência. Segundo um vizinho conversava muito bem e era uma pessoa, que apesar dos seus 65, era muito actual e bem disposta. Todos na sua freguesia adoravam o Sr. A. Do que percebemos da sua vida, dava para entender que tinha sido sempre um homem de armas e convicções! Há uns tempos ela, a esposa, também tinha tido um AVC e precisa de ajuda no autocuidado. Ah o Sr. A era quem a ajudava. Desde que ele foi internado, não tem tido muitas visitas! Não é por aconselhamento médico… por que será?

Um dia ele disse-me que estava desejoso de sair, de melhorar, de voltar a andar, nem que fosse com uma bengala... queria ir ao estádio do dragão, porque gostava de ver “o seu FCP”.

Há uns dias o Sr. A foi fazer um exame e as coisas correram mal... ele repetiu o AVC, desta vez de modo gravíssimo... Quando a voltei a ver não se lembrava de mim... parecia que falava com ele e ele estava noutro mundo. Não dizia uma frase correcta... tinha perdas de urina, iria ficar algaliado para sempre. Ah, foi dito à esposa que aquele tubinho que tinha no nariz era para ficar também. Assim como o uso de fralda!

Nem sei expressar o sentimento que tenho ao perceber que o senhor, irreversivelmente, vai viver no mundo dele. Tentei dizer-lhe que tinha ganho o FCP este fim de semana… ele respondeu-me "Já disse que hoje não lavo o carro!".... Ele percebe o que dizemos!

Ele está confuso, agitado, fala fala e não diz nada de jeito. Mal consegue ajudar-nos como antes fazia... Como é que de um momento para o outro deixamos de ser nos mesmos...? Como de um momento para o outro esquecemos todos os objectivos? E perdemo-nos nas memórias? Quem irá tomar conta dele? Ou deles?

Já pensaram se fossemos nós, este Sr. A? Quem daquele que achamos que são nossos amigos iria mudar as nossas fraldas? alimentar pelo tubinho? Passar mais de 5 minutos connosco?

E é por isto que ás vezes caio em mim e penso que devemos dizer as pessoas tudo o que sentimos, devemos "aproveitá-las", saboreá-las na sua essência porque podem não morrer, mas podem deixar-nos sós na mesma não nos reconhecendo... saboreiem quem amam....